"Maithuna transforma os praticantes em divindades vivas.” - Datatreya. 
O Tantra, como muitas pessoas pensam de forma errônea NÃO É SEXO, e é bom que as pessoas façam disso um mantra. O Tantra não é kama-sutra e “nem um místico prometendo órgasmos cósmicos”, mesmo que haja, porque isso é uma consequência. Tantra é um termo muito complexo e amplo, pelo qual antigos estudantes de espiritualidade designavam um tipo muito especial de ensinamentos e práticas que tiveram base em uma antiga sociedade. Com o passar do tempo, estes ensinamentos propagaram-se, misturando-se com diversas outras culturas e correntes filosóficas e religiosas como o Hinduísmo, o Vedanta, o Yoga, o Budismo, o Taoísmo, entre outras.
O Maithuna nos remete à verdade universal com a fusão de dois corpos e o amor. É uma das mais antigas formas de amar na história de toda a humanidade - ou antes mesmo disso, é o ato sexual ritualizado, é o processo final, onde se é necessário uma preparação anterior muito séria e competente através dessa primeira vivência que teremos em 2022, o Tantra Sadhána.
O maithuna é considerado como o auspicio maior de todas as cerimônias tantricas, é a mais poderosa e secreta técnica mística de todos os tempos. Essa técnica também é conhecida como Shaktização pois os praticantes encarnam a consciência de Shakti a grande mãe ou se busca a união dos princípios masculinos e femininos - os opostos. É o Maha Mudrá (grande gesto) onde homem-Shiva e mulher-Shakti se tornam unos, ou seja, um só. É um ato que não é fácil e não é pra qualquer um chegar lá e conseguir manter esses pico de energias. Essas práticas vai preparar você para sustentar essa energia e chegar ao máximo do prazer.
Com Daniel Carletti

29 e 30 de janeiro de 2022 em São Paulo.

Informações e instruções para participação pelo (11) 98484-0018

Maithuna
29 e 30 de janeiro de 2022

WhatsApp
WhatsApp